Dra Fernanda Philippi | Tratamento de Sinusite Aguda Florianópolis
Tratamento de Sinusite Aguda Florianópolis. Os principais sintomas são obstrução/congestão nasal, secreção nasal, pressão/dor facial ou dor de cabeça e alterações do olfato. Saiba mais.
15509
page-template-default,page,page-id-15509,page-child,parent-pageid-15322,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Sinusite aguda
(rinossinusite aguda)

Cirurgia nasal – Sinusectomia – Dra. Fernanda Philippi

Sinusite aguda é um processo inflamatório dos seios paranasais e da mucosa de revestimento das fossas nasais.

Os principais sintomas desta condição clínica são: obstrução/congestão nasal, secreção nasal (gotejamento nasal anterior ou posterior), pressão/dor facial ou dor de cabeça e alterações do olfato. Outros sintomas menos comuns que também podem ocorrer são: febre, mau hálito, tosse, pressão nos ouvidos e dor dentária.

Classificação da sinusite aguda

A diretriz sobre rinossinusites (EPOS*) elaborada pela Sociedade Europeia de Rinologia propõe a seguinte classificação:

  1. Rinossinusite aguda viral – quadros de até 10 dias de duração
  2. Rinossinusite pós-viral – quadros com sintomas que tenham duração superior a 10 dias.
  3. Rinossinusite bacteriana – pequeno percentual que pode ocorrer como complicação dos exemplos acima e a qualquer momento.
  4. Rinossinusite aguda recorrente – Definida como 4 ou mais episódios de rinossinusite aguda bacteriana num período de um ano, com intervalos completamente livre de sintomas entre as crises infecciosas.
Como é realizado o diagnóstico da sinusite aguda

O diagnóstico da sinusite aguda pode ser feito no consultório médico, habitualmente através do exame de videoendoscopia nasal, quando é possível a visualização de secreção ou edema nas cavidades nasais.

Exames de imagem, como a tomografia computadorizada, são utilizados na suspeita de complicações, não sendo utilizados rotineiramente para o diagnóstico desta condição.

O tratamento costuma ser medicamentoso, sendo a cirurgia normalmente reservada apenas para quadros de complicações da sinusite aguda.

*EPOS – European Position Paper on Rhinosinusitis and Nasal Polyps.

Tratamento

O tratamento da sinusite aguda é individualizado e costuma envolver lavagens nasais, corticóides intranasais de baixa absorção sistêmica e em alguns casos o uso de antibióticos via oral.

 

Os antibióticos devem ser selecionados de acordo com a severidade do quadro clinico, comorbidades (outras doenças) do paciente, e a sua escolha pode ser guiada por cultura da secreção nasal.
Em casos de dor intensa, pode ser necessária a associação de corticóide via oral com o intuito de uma regressão do edema trazendo alívio mais rápido dos sintomas ao paciente.

WhatsApp
Enviar